Então chegamos ao fatídico dia em que o dólar promete encerrar o pregão acima dos R$4,00. Me lembro nitidamente quando no trabalho passava muito aperto para fechar câmbio e cobrir financiamentos em bancos fora do Brasil.

Naquela época qualquer variação positiva de um centavo que fosse (R$0,01) crescia o montante da dívida em mais 10 mil reais. Agora me diga se não dá para ter pesadelos com um câmbio desses.

Enxergamos o dólar subir e logo vem o desânimo, afinal estamos meio carentes de boas notícias por aqui no Brasil. Não há como enxergar mudança nessa trajetória por enquanto, afinal são muitas variáveis jogando contra a queda da cotação da moeda americana.

O ativo livre de risco (títulos da dívida dos EUA) deve encerrar o ano pagando juros maiores, a China resolveu entrar num ambiente de incerteza danado e ninguém mais consegue prever e nem sequer suspeitar no que vai dar a gestão estranha (“Comuno Capitalista” ou Comunista de Mercado) do Sr. Xi Junping.

xi-jinping-geekonomics

Não bastasse a crise das montadoras de automóveis pelo mundo e principalmente aqui no Brasil, a Volkswagen faz o favor de soltar uma nota dizendo que fralda emissões de gás em seus carros. Agora imagem o tamanho da multa que a empresa pode levar por isso? Os EUA são conhecidos desde o início dos tempos civilizados por indenizações milionárias em qualquer processo, basta lembrar os episódios dos processos contra fabricantes de cigarros. Imaginem quanto a Volkswagen deve desembolsar se vier uma chuva de processos ambientais? Ainda mais num contexto onde já há uma tensão grande sobre a redução de emissão de gases poluentes.

volkswagen-fail-geekonomics

Aqui no Brasil a vidinha continua a mesma. Com o dólar subindo desse jeito, fica mais caro dar um pulinho em Orlando para ver o Mikey, fica mais caro assinar o iCloud, fica mais caro qualquer coisa que leve algum produto importado na sua composição.

Ah fica também mais caro os alimentos, pois com dólar nesse patamar os produtores querem mesmo é exportar. Ai com isso fica mais caro o almoço, o café, o chocolate, o suco de laranja…

Fica mais caro tudo… Tudo sobe! Até as pesquisas sobre economia no Google subiram. Isso mostra o desespero da galera rsrsrsrs.

Ops!

Tem uma coisa que não sobe muito: O salário!

Crédito: Rede Globo/Divulgação. Escolinha do Professor Raimundo.

Crédito: Rede Globo/Divulgação. Escolinha do Professor Raimundo.

E depois dessa, bateu uma mágoa aqui. Nem quero mais continuar com o post!

Vou deixar vocês com um gráfico deprimente que mostra a evolução dos juros e da cotação do dólar futuro no Governo da Presidente Dilma. A imagem diz tudo por si só.

dolar-e-juros-futuro

Até a próxima!