Em tempos de crise temos que ser criativos. Mas nem sempre a criatividade nos traz dinheiro capaz de pagar as contas e é normal que nos enrolemos financeiramente uma vez ou outra.

Foi pensando nisso que decidi escrever este post. Vejo sempre comentários de pessoas que se enrolam para pagar o cartão de crédito. Infelizmente é muito comum, afinal se você precisar parcelar a fatura do cartão vai pagar os juros do mercado.

grafico-taxas-juros

Mas qual a solução para não pagar juros do cartão se no vencimento da fatura você estiver sem dinheiro?

SIM! É POSSÍVEL PAGAR A FATURA, SEM PAGAR JUROS!

Não é nenhum milagre ou programa social, é apenas uma “manobra financeira” simples. Não se preocupem, pois não tem nada de ilegal na “manobra financeira”.

É muito comum ter mais de um cartão de crédito nos dias atuais e isso pode ser uma vantagem quando as coisas apertam. É possível pagar contas como energia, água, luz ou telefone no cartão de crédito.

Essas opções geram tarifas, muitas vezes altas, quando as operações são realizadas, mas se comparadas com os juros mensais do cartão de crédito, elas são ínfimas.

Para fazer uma simulação, pesquisei o valor dessas tarifas no Santander:

tarifa-contas-credito-geekonomics

Esses dados foram levantados com base na tabela de serviços bancários do Santander de julho de 2015 – vigente a partir de 01/08/2015. Quem quiser pode conferir no link abaixo:

Tarifas Santander

Dessa forma tendo dois cartões de crédito com datas de fechamento de faturas diferentes, preferencialmente uma no início e outra no final de cada mês é possível pagar a fatura integralmente sem pagar juros e ainda ganhar mais prazo para o pagamento.

Para isso você deve concentrar as compras em um único cartão e quando a fatura chegar, pagar a mesma com o outro cartão, veja o exemplo na tabela.

tabela-excel-geekonomics

Mas lembre-se para fazer isso você deve:

1 – Dois cartões de crédito com datas de fechamento de fatura diferentes: Um cartão com vencimento de fatura no início do mês e outro com vencimento para final do mês;

2 – Limite disponível em ambos os cartões;

3 – Faturas com pagamento em dia para os cartões que forem utilizados.

Com isso usar o cartão para pagar as contas que precisar ou para sacar o dinheiro em espécie.

O ideal é comprar pós-data de fechamento, assim a cobrança virá somente no mês seguinte.

Quando a fatura chegar pague com o outro cartão (diferente do cartão que a compra foi realizada).

Assim a cobrança virá apenas no mês seguinte e você terá utilizado o dinheiro do próprio banco para pagar uma compra sua, sem pagar juros sobre ela, pois afinal você pagou a fatura em dia.

Pode parecer maluquice, mas dessa forma você estará pagando as tarifas que são infinitamente menores que os juros. Veja no gráfico a diferença entre os pagamentos.

grafico-excel-geekonomics

MAS ATENÇÃO!

Só dá para fazer isso uma vez a cada grupo de dois cartões com datas de fechamento de fatura diferentes.

O ideal é utilizar dessa “manobra financeira” apenas em situações e extrema necessidade e aperto, quando não existir mais nenhuma alternativa para pagamento da fatura do cartão.

LEMBRE-SE, PAGAR OS JUROS DO CARTÃO PARA PARCELAR A FATURA, NÃO É UMA ALTERNATIVA VIÁVEL EM NENHUMA SITUAÇÃO!