China em crise? - Geekonomics
Mercado Mundo

China em crise?

Dizem que para tudo no mundo existe uma primeira vez. Em economia essa máxima também pode ser muito bem validada ao longo da história.

Essa semana, a primeira semana útil do ano, foi a vez da China entrar para o grupo dos países que sofrem ataques especulativos ou de pânico generalizado no sistema financeiro.

Estaria a China entrando em crise?

Após pesquisas apontarem nova retração da atividade industrial do país, investidores em pânico correram para se desfazer de ativos levando as principais bolsas chinesas Xangai e Shenzhen a caírem 7,02%.

pmi-china-index

Para evitar a queda ainda mais acentuada, foi acionado pela primeira vez nos mercados chineses o mecanismo conhecido como “Circuit Breakers”.

Veja o relatório da pesquisa PMI publicado pelo Caixin Insight Group clicando AQUI.

Para nós brasileiros nenhuma novidade. Por aqui essa prática é bem comum. Quem aí não se lembra de o Tesouro Brasileiro ter interrompido até mesmo as negociações do Tesouro Direto, devido à grande especulação e vertiginoso aumento das expectativas do juro futuro?

Escrevi sobre isso em setembro de 2015. Se quiser conferir clica AQUI.

Mas a China é um caso à parte. Nem capitalista, nem socialista. O país é misto de capitalismo social que mescla grande intervenção do Estado com práticas financeiras desenvolvidas.

china-economyjpg-1ff04671d77dc93b

A China realmente preocupa pelo tamanho. Uma tosse ou suspiro por lá é capaz de contaminar e deixar o mundo todo com forte resfriado.

Para se ter uma ideia, do contágio que a economia chinesa faz pelo mundo, basta olhar o que aconteceu logo após o fechamento dos mercados por lá.

abertura-04-01-2016

Fonte: CNN Money

O Governo Chinês vem encenando uma peça e mascarando as flutuações em tudo que é setor da economia utilizando para isso forte intervenção estatal. Até agora parece que vem dando certo, mas parece que o modo operacional do Governo Chinês, vem sendo cada vez menos eficaz.

Qual o remédio para o “vírus da gripe” financeira chinesa?

Certamente não é a cortina de fumaça criada pelo Governo Central e sua “equipe nacional” que regulam o mercado agindo como agente econômico e não como governo.

Enquanto parece impossível prever os efeitos da contaminação do mundo pelo “vírus da gripe” financeira chinesa é possível prever que 2016 será um ano febril. É claro que é prematuro dizer que a China está em crise, mas nem de longe há o mesmo dinamismo de ontem na economia por lá.

Enquanto a temperatura não sobre ainda mais, seria bom estarmos todos com as vacinas em dia e com os antigripais estocados.

Infelizmente o diagnóstico da saúde financeira do Brasil mostra exatamente o contrário.

Que Deus nos ajude!

About the author

Anderson Mattozinhos

Anderson Mattozinhos

Economista, bookaholic, tecnófilo e jogador inveterado de videogames.

Instagram

Invalid username or token.

Fique Atualizado

Categorias

Gostou desse conteúdo?

Se cadastre na nossa newsletter e não perca mais nada! Receba notícias, novidades sobre Economia Comportamental e atualizações de novos posts.

Você se cadastrou com sucesso!