Comece o mês e as contas com o pé direito - Geekonomics
Economia Economia Comportamental

Comece o mês e as contas com o pé direito

financas-pessoais-capa
[et_pb_section bb_built=”1″][et_pb_row][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text _builder_version=”3.7″]

Quando o salário cai na conta você já começa a pagar boletos e fazer transferências? Eu também fui assim, já tive minhas finanças pessoais enroladas. Já tinha uma listinha pronta, cartão de crédito, financiamento imobiliário, TV, internet… e o que sobrar é lucro. Até descobrir e entender o conceito de contabilidade mental.

Se quando eu citei contabilidade mental, se você lembrou de algo, com certeza se deve ao recente Nobel de Economia do Richard Thaler e a teoria da contabilidade mental.

[/et_pb_text][et_pb_divider _builder_version=”3.7″ show_divider=”off” /][et_pb_text _builder_version=”3.7″]

Mas como isso impacta a nossa vida financeira? Primeiro, praticamente abolimos o hábito de sacar nosso salário, e isso nos impede de materializar o dinheiro e separá-lo para cada destino, eliminando assim os possíveis rótulos dos valores. Hoje o dinheiro cai na conta e já começamos a realizar os pagamentos e transferências e não anotamos ou registramos esses gastos.

Segundo, intensificamos os gastos no cartão crédito ou débito, quando optamos pelo pagamento automático, novamente distanciamos a materialização do dinheiro e isso nos impede de avaliar o gasto parcial, já que é um gasto futuro e que vai nos preocupar apenas quando fechar a fatura do cartão.

[/et_pb_text][et_pb_divider _builder_version=”3.7″ show_divider=”off” /][et_pb_image _builder_version=”3.7″ src=”http://geekonomics.com.br/wp-content/uploads/2018/06/o_que_e_financas-comportamentais.png” force_fullwidth=”on” /][et_pb_divider _builder_version=”3.7″ show_divider=”off” /][et_pb_text _builder_version=”3.7″ text_font=”|800|||||||” text_font_size=”21px”]

A Economia Comportamental é capaz de avaliar esses fatores, mas como usá-los a nosso favor?

[/et_pb_text][et_pb_divider _builder_version=”3.7″ show_divider=”off” /][et_pb_text _builder_version=”3.7″]

Trouxemos algumas dicas para usar a economia comportamental a seu favor.

[/et_pb_text][et_pb_divider _builder_version=”3.7″ show_divider=”off” /][et_pb_text _builder_version=”3.7″]

Divida o bolo: sua conta bancária é um bolo e suas despesas consumirão aquele bolo, mas é preciso saber qual o tamanho exato dos pedaços que serão destinados para cada despesas;

2°Nomeie todos os seus gastos: se preciso faça envelopes e escreva o nome de cada despesa, contas gerais não resolve, seu cartão de crédito ou débito representa quantos % do seu orçamento? Tratá-lo como “cartão de crédito” não vai evidenciar seus gastos. É preciso caracterizá-los, supermercado, restaurante, festa, show…

Destine o % do seu salário que irá alocar em cada pacote: por exemplo: o aluguel consome 10% do meu bolo e se possível coloque o dinheiro no envelope de destino.

Sinta a dor do pagamento: sim gastar dinheiro dói[1], mas passar o cartão nem tanto. Por isso, toda vez que for pagar as contas mensais e até quando for pagar qualquer coisa no dia a dia, saia do padrão, avalie o gasto, e registre-o.

5° Estabeleça objetivos: tenha objetivos claros do que você realmente precisa adquirir, seu foco no momento é trocar de carro, viajar, quitar o apartamento, mobiliar a casa nova? Tenha isso claro, escreva atrás do seu cartão de crédito, assim você trará a sensação do ganho futuro todas as vezes que pegar seu cartão e isso o ajudará a decidir se o gasto momentâneo é de fato importante.

Eu não disse que seria fácil, mas valerá o esforço, quais metas para 2018 você deixou de lado por não ter se organizado financeiramente? Aproveite este mês para se organizar, restabeleça suas prioridades e alcance uma vida financeira equilibrada[2]!

REFERÊNCIAS

[1] https://epocanegocios.globo.com/Economia/noticia/2017/08/por-que-pagar-com-dinheiro-doi-mais-do-que-passar-o-cartao.html

[2] https://dayeconomy.jimdofree.com/

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

About the author

Ana Carolina Guimarães

Ana Carolina Guimarães

Consultora de gestão para resultados na Falconi e Black Belt, Engenheira Agrícola (UEG), Administradora (UFG), Pós Graduada em Auditoria em Controle (UFG), MBA em Economia Comportamental (ESPM).
Sou encantada por economia comportamental e tudo que podemos fazer através da sua aplicação.

Instagram

Connection error. Connection fail between instagram and your server. Please try again

Fique Atualizado

Categorias

Gostou desse conteúdo?

Se cadastre na nossa newsletter e não perca mais nada! Receba notícias, novidades sobre Economia Comportamental e atualizações de novos posts.

Você se cadastrou com sucesso!