Cultural Livros e Literatura

Lendo e compartilhando: A Vantagem Humana

[et_pb_section bb_built=”1″][et_pb_row][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text _builder_version=”3.9″]

Estamos sempre lendo algo, mas nem sempre compartilhamos de forma adequada por aqui. Assim resolvi experimentar um novo modelo de post que servirá para compartilhar as citações e anotações que tenho feito quando estou lendo algo.

Nem sempre será um livro. Pode ser que seja um artigo, pesquisa acadêmica ou até mesmo jornais e revistas. Mas a ideia é que seja algo breve, sem muita enrolação e direto ao ponto. Assim espero que vocês que se interessam por temas e assuntos próximos àqueles que gosto, possam me acompanhar nas leituras e porque não debater ou criticar algo que esteja lendo junto comigo?

Espero que os posts sejam proveitosos para que estiver acompanhando e torço para mais pessoas cheguem e compartilhem suas opiniões, ou até mesmo marcações, notas ou comentários se já tiverem lendo a mesma coisa ou se já tiverem terminado de ler.

Fiquem à vontade para dar spoilers, pois não ligo muito para eles.

Neste primeiro vou compartilhar um trecho interessante do livro:  A vantagem humana: Como nosso cérebro se tornou superpoderoso, da neurocientista brasileira, atualmente morando nos EUA, Suzana Herculano – Houzel. Ficha técnica do livro logo abaixo:

[/et_pb_text][et_pb_divider _builder_version=”3.9″ show_divider=”off” /][et_pb_image _builder_version=”3.9″ src=”http://geekonomics.com.br/wp-content/uploads/2018/07/ficha-tenica.png” force_fullwidth=”on” /][et_pb_divider _builder_version=”3.9″ show_divider=”off” /][et_pb_text _builder_version=”3.9″]

Mal comecei a ler, confesso. Estou por volta dos 6% do livro ainda, lendo em ebook, mas logo nas primeiras páginas um mito que circula livremente pela internet, ao qual eu mesmo já fui vítima, me chamou toda a atenção.

O mito?

Cérebro triuno. Não sei se vocês já ouviram esse termo, mas basicamente ele se refere a uma teoria de que nosso cérebro teria evoluído em camadas, sendo a mais profunda delas o cérebro reptiliano – o mais primitivo – responsável por ações relativas ao instinto de sobrevivência, necessário em tese aos nossos ancestrais quando ainda viviam como caçadores coletores.

As demais camadas, que vou me esquivar de comentar seguem a imagem abaixo, que de passagem ainda é amplamente divulgada e usada mundo afora.

[/et_pb_text][et_pb_divider _builder_version=”3.9″ show_divider=”off” /][et_pb_image _builder_version=”3.9″ src=”http://geekonomics.com.br/wp-content/uploads/2018/07/cérebro-triuno.jpg” force_fullwidth=”on” /][et_pb_divider _builder_version=”3.9″ show_divider=”off” /][et_pb_text _builder_version=”3.9″]

Acontece que a pesquisa da autora (Herculano-Houzel) derrubou a ideia do cérebro triuno. Então a passagem que compartilho até aqui, não poderia ser outra, senão uma em que ela deixa os resultados de sua pesquisa claros afirmando que:

[/et_pb_text][et_pb_divider _builder_version=”3.9″ show_divider=”off” /][et_pb_image _builder_version=”3.9″ src=”http://geekonomics.com.br/wp-content/uploads/2018/07/lendo-vantagem-humana-citacao.png” force_fullwidth=”on” /][et_pb_divider _builder_version=”3.9″ show_divider=”off” /][et_pb_text _builder_version=”3.9″]

Então por enquanto é isso pessoal. Fiquem ligados, pois ainda essa semana posto mais aqui com a evolução da leitura.

Até a próxima!

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

About the author

Anderson Mattozinhos

Anderson Mattozinhos

Economista, bookaholic, tecnófilo e jogador inveterado de videogames.

Fique Atualizado

Categorias

Gostou desse conteúdo?

Se cadastre na nossa newsletter e não perca mais nada! Receba notícias, novidades sobre Economia Comportamental e atualizações de novos posts.

Você se cadastrou com sucesso!