Quem já está acostumado a ler sobre comportamento certamente já esbarrou com algum livro, vídeo ou texto do pesquisador Dan Ariely. Além de pesquisador Dan é autor e colunista regular de vários jornais, revistas e afins. Para aqueles que ainda não estão familiarizados, Dan Ariely escreve quinzenalmente no jornal Folha de São Paulo.

Lançado oficialmente no último dia 23 de maio de 2019, o livro Psicologia do Dinheiro já se encontra à venda com preço médio a R$23,74 no ebook para kindle e R$44,90 na versão impressa.

O livro publicado pela Editora Sextante já possui avaliações interessantes da crítica inclusive do jornal Washington Post, como reproduzo abaixo:

“Se você quer tomar decisões financeiras mais inteligentes, leia este livro. Os autores apresentam a economia comportamental e a tornam acessível para qualquer um.”

Publicado no Washington Post

RESENHA DA EDITORA

Nesse livro, o consagrado psicólogo Dan Ariely uniu forças com o comediante Jeff Kreisler para revelar como as emoções dominam nossa maneira de lidar com o dinheiro e para derrubar as mais consagradas – e equivocadas – premissas das finanças pessoais.

 Ao explorar diversas questões do dia a dia – dos gastos com o cartão de crédito às armadilhas do orçamento doméstico –, eles mostram como driblar nossos instintos para não cair nas tentações, para economizar, fazer escolhas melhores e gastar com inteligência.

Intercalando lições de ordem prática com conselhos bem-humorados, Ariely e Kreisler lançam luz sobre os medos e os desejos inconscientes que costumam estar por trás de nossos hábitos muitas vezes desastrados de consumo.

Fascinante e divertido, esse livro oferece as ferramentas para você transformar o dinheiro em um poderoso aliado para uma vida mais próspera, tranquila e prazerosa.

NOSSO COMENTÁRIO

O livro promete uma leitura leve e descontraída, estilo próprio de Ariely, provavelmente refinado pelo co-autor e comediante Jeff Kreisler que possui um senso de humor extremamente qualificado.

Tradução do original Money and Sense, o livro parece já ter boa aceitação no Brasil. Chama a atenção a divisão esquemática e superinteressante onde os autores separam o livro em três partes, como mostro abaixo.

PARTE 1: O QUE É DINHEIRO

Criando uma narrativa com base na história de George, um personagem talvez, os autores nos levam ao mundo dos cassinos para explicar como podemos ser influenciados negativamente pelo contexto onde tomamos decisões financeiras. Neste ponto fazem uso de conceitos extraídos de pesquisas e já consolidados como conhecimento daquilo que incialmente era denominado Economia Comportamento, mas que hoje mais se aproxima de uma Ciência Comportamental.

Alguns conceitos tratados nessa parte de forma bem direta e objetiva são:

– Contabilidade Mental

– O preço do que é grátis

– A dor de pagamento

– Relatividade

– Expectativas

– Autocontrole

Além disso os autores aproveitam para discutir uma definição do que é dinheiro, fazendo um paralelo interessante em valor e dinheiro e deixando clara a diferença entre algo representa valor e algo que possui valor.

Nas palavras dos autores:

“O dinheiro representa valor. Ele em si não tem valor. Apenas representa o valor de outras coisas eu podemos obter com ele. É só um mensageiro de valor.”

ARIELY, A psicologia do dinheiro, pos. 2018 Sextante, eBook, 2019

PARTE 2: COMO ESTIMAMOS VALOR DE FORMAS QUE POUCO TÊM A VER COM VALOR

Nesta parte os autores aprofundam a análise de nossos comportamentos e falhas cognitivas, detalhando de maneira mais aprofundada os conceitos tratados de forma subjetiva na Parte 1. Fazendo novamente uma construção narrativa muito bem feita, a Parte 2 se inicia com a história de Susan, um cliente da JCPenney (uma loja de departamentos famosa nos EUA) que por anos mantinha a prática de elevar preços e depois oferecer descontos, para assim seduzir seus clientes de que eles estavam fazendo bons negócios e tomando boas decisões. É neste momento que os autores mostram como preços relativos, ou o que chamaram de relatividade, influenciam em nossas decisões de compra.

A Parte 2 tem ainda alguns exemplos de percepção, retirados de livros de neurociências e tratados de forma bem simples e ilustrativa para mostrar como nos distraímos e como o contexto pode ser relativo. Neste ponto ainda temos um case já famoso e batido, em que Ariely mostra sua pesquisa baseada no experimento com os preços e diferentes tipos de assinatura de revista inglesa The Economist.

Outras narrativas seguem durante toda a Parte 2 trazendo sempre exemplos práticos numa estrutura esquemática onde os autores contam a história estabelecendo uma narrativa para então explica marcando ao longo de toda a Parte 2 o subtítulo:

“O que está acontecendo aqui”.

PARTE 3: E AGORA? CONSTRUINDO COM BASE NO PENSAMENTO FALHO

A parte final do livro arremata os conceitos e faz uma discussão sobre como podemos lidar com nossa racionalidade por vezes limitada ao nos relacionarmos com o dinheiro.

É nesta parte também que os autores do livro alertam para formas evitar sermos pegos de surpresa pelo contexto e assim nos proteger de más decisões que envolvem dinheiro.

NOSSA AVALIAÇÃO

O livro trás conceitos interessantes em relação ao tema comportamento e dinheiro e exemplos bem didáticos todos sendo contextualizados por mini histórias que servem de base para esclarecer os conceitos tratados.

Do ponto de vista de profundidade dos conceitos tratados, o livro deixa um pouco a desejar. Nesse ponto, se destina mais para o público em geral do que para pessoas que desejam aprofundar conhecimentos a respeito do tema.

Mas não deixa de ser uma leitura agradável, mesmo para os mais letrados no assunto. De leitura rápida, livro tem apenas 242 páginas; e divertida, o livro sem dúvida é um excelente programa para aqueles dias em que queremos ler algo fluido que não exige muito concentração e reflexão.

REVIEW

  • Relevância temática 95%
  • Estrutura e organização 100%
  • Didática 100%
  • Facilidade e fluidez de leitura 100%
  • Profundidade dos conceitos 60%
  • Avaliação geral 80%

REFERÊNCIA

ARIELY, Dan; KREISLER, Jeff. A psicologia do dinheiro: Descubra como as emoções influenciam nossas escolhas financeiras e aprenda a tomar decisões mais inteligentes. Sextante, 2019.