Nudges para aumentar a arrecadação fiscal - Geekonomics
Podcast

Nudges para aumentar a arrecadação fiscal

nudges para aumentar arrecação

💥Nudges têm sido testados para mudança de comportamento em uma infinidade de situações. Uma das áreas, no entanto, em que tem sido mais comum encontrar casos de aplicação com sucesso são em políticas públicas.

Especificamente, Nudges para aumentar a arrecadação fiscal, estão se tornando cada vez mais comum ao redor do mundo e no Brasil não tem sido diferente. Já constam documentadas algumas iniciativas nesse sentido, porém aquela que talvez esteja mais avançada seja a iniciativa do 011 Lab em São Paulo.

Utilizando da estrutura já implementada na cidade de São Paulo e adaptando-a com insights comportamentais, o 011 Lab teve sucesso com expressivo aumento na arrecadação. Alterando a abordagem nas mensagens de comunicação nas cartas de cobrança do IPTU, os resultados para a redução na inadimplência foram observados e a metodologia validada.

Mais do que mudar a abordagem e melhorar os resultados na arrecadação fiscal, o uso de Nudges como estratégia está alinhado com a necessidade de se implementar ações de baixo custo, dadas as dificuldades atuais de financiamento que o setor público enfrenta.

Dessa forma os Nudges para aumentar a arrecadação atua em duas frentes simultaneamente: aumento na arrecadação e impacto mínimo nos custos para essa implantação.

E para essa conversa sobre como o 011 Lab conduziu o experimento na montagem da estratégia para uso de Nudges como ferramenta para aumentar a arrecadação fiscal, tivemos a presença de duas convidadas que participaram diretamente do projeto. Nesse Geekonomics PodCast, para conversar sobre Nudges tivemos o prazer de receber a Flora Finamor Pfeifer e Tainá Pacheco.

📌Convidadas do episódio sobre Nudges para aumentar arrecadação

Flora Finamor Pfeifer
Economista pela USP e mestranda em Administração Pública e Governo pela FGV. É coordenadora de conteúdo na Movva, uma ed tech que promove o engajamento de hábitos educacionais por meio das ciências comportamentais e inteligência artificial. Também atua como consultora em tempo parcial na equipe de Mente, Comportamento e Desenvolvimento (eMBeD) do Banco Mundial. Trabalhou por dois anos no (011).lab, o laboratório de inovação em governo da Prefeitura de São Paulo, onde liderou a iniciativa de ciências comportamentais. É fundadora e organizadora do Grupo de Estudos em Economia Comportamental (G.E.E.C).

Tainá Pacheco
Economista pela USP e mestre em Administração Pública e Governo pela FGV-SP. Possui 5 anos de experiência em gestão pública, tendo trabalhado na Prefeitura de São Paulo na reformulação do atendimento ao cidadão na cidade, SP156. Atualmente é consultora UNESCO para aplicações experimentais de economia comportamental na Prefeitura de São Paulo e desenvolve projetos de pesquisa em temas urbanos no CEPESP/FGV e na FIPE. Suas pesquisas são na área de economia urbana e comportamental, concentradas em habitação e transportes, com foco nesse último. É organizadora do Grupo de Estudos em Economia Comportamental (G.E.E.C).

📌Citados no PodCast

Grupo de Estudos em Economia Comportamental (G.E.E.C) – LINK AQUI

Artigo Experimentando Nudges em São Paulo: Tudo Certo, Só Faltam os Dados! – LINK AQUI

Artigo no Estadão sobre nudges na gestão pública – LINK AQUI

Laboratório de Inovação de São Paulo – 011 Lab – LINK AQUI

Laboratório de Inovação de Minas Gerais – LabMG – LINK AQUI

About the author

Anderson Mattozinhos

Anderson Mattozinhos

Economista com MBA em Economia Comportamental, já atuou como Professor na ESPM-SP, é empresário do setor de saúde, podcaster e idealizador do Geekonomics PodCast e site. Nas horas vagas divide seu tempo entre leitura de livros e games.

Instagram

Connection error. Connection fail between instagram and your server. Please try again

Fique Atualizado

Categorias

Gostou desse conteúdo?

Se cadastre na nossa newsletter e não perca mais nada! Receba notícias, novidades sobre Economia Comportamental e atualizações de novos posts.

Você se cadastrou com sucesso!